segunda-feira, 28 de julho de 2014

CONVERSAS PRIVADAS EM NEVERLAND COM MICHAEL JACKSON (20)


Michael vê um fantasma

''Mason, Michael e eu estávamos conversando sobre fantasmas enquanto estávamos no [carro] Navigator até o teatro, desde a casa principal. Mason tinha cerca de doze anos de idade então. Michael perguntou a Mason se ele já tinha visto um fantasma.

Mason disse: "Sim, eu costumava ver coisas em meu quarto quando eu era pequeno. Não sei se era realmente um fantasma, mas pareceu-me naquele momento. Eu costumava ver um porco com olhos vermelhos entrando no meu quarto. Às vezes, eu via a morte com foice e roupas de um monge e via um homem do tamanho de um anão com o mesmo traje também, flutuando em um canto do meu quarto. Eu me colocava debaixo das cobertas cada vez que eu os via e eu ficava com medo até que eu adormecia.''

Mason, então, perguntou a Michael se ele já tinha visto um, alguma vez.

"Sim. Eu estava deitado na minha cama uma noite e vi um homem velho sentado em um canto, fumando um cachimbo. Eu estava muito assustado e pedi a Jesus para fazê-lo ir ", disse Michael.

"Ele o fez?'' perguntou Mason.

"Não. Ele se tornou a cabeça de uma águia flutuando junto ao pé da minha cama e olhava para mim. Em seguida, ele virou a cabeça e desapareceu. Isso me assustou tanto que no final eu tive que demolir a casa e construir uma nova. Eu nunca vi um outro fantasma depois disso."

Blanket

Eu acho que é um bom momento para mencionar que os convites para jantar no rancho quase chegaram ao ponto de ser completamente abertos, mas nunca nos aproveitamos disso. Apenas íamos quando Michael nos chamava para ir ou se alguém ligasse para nós.

Meus filhos tinham chegado ao ponto de, às vezes, declinar qualquer convite por outro evento mais interessante naquela noite.

Michael dizia: "Se vocês mudarem de ideia, eu peço para Kato ir buscá-los em uma das limusines."

Naquela noite em particular, enquanto caminhávamos pela porta da frente, Criss encontrou um carrinho de bebê que estava na sala de estar e se recorda que ele estava muito bem vestido de azul e creme. Ele me disse mais tarde que sabia que havia um bebê na casa.

Quando terminamos o jantar, Michael disse: "Eu tenho uma surpresa para vocês. Vamos para o primeiro andar."

Depois de agradecer à cozinheira pelo jantar, levou-nos para o primeiro andar para o quarto do bebê, o qual não existia antes mas foi adaptado para a ocasião.

Vimos Michael ir até um berço e pegar um bebê. Colocou-o nos braços de minha esposa e disse: "Este é Blanket. É o meu novo filho. Chegou hoje."

Enquanto minha esposa embalava Blanket de um lado para outro, me lançou um olhar satisfeito que eu achei que era uma mistura de ''eu te disse'' com ''que bom ter um bebê nos braços novamente''.

Enquanto ela e as duas moças que cuidavam de Blanket conversavam, Michael me chamou de lado e contou-me sobre como o bebê chegou até lá.

Perguntei a Michael: "Por que você o chamou de Blanket?"

"É de forma temporária. Eu estou considerando chamá-lo de Michael Jackson", ele respondeu.

"Você quer dizer Michael Jackson II", eu respondi.

"Não. Só Michael Jackson. Estou planejando ter vários e eu vou colocar a todos o mesmo nome. Como George Forman fez com todos os seus filhos. Eu acho que vai dar-lhes um benefício na vida. O que você acha?"

Lhe disse que certamente causaria certa confusão, mas não havia nenhuma dúvida sobre a parte do benefício.''

Fonte e tradução: Rosane - blog Cartas Para Michael

VOLTAR PARA:

3 comentários:

  1. A primeira coisa que eu pensei ao ler esse relato sobre o fantasma, é que Michael poderia ter vivido diversos outros episódios como esse - devido à sua natureza altamente espiritual - mas o fato dele ter se assustado ao extremo, pode ter mudado o curso dos eventos, e ele ter sido poupado sobre isso. Foi o que me ocorreu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, pode ser sim. Por mais que uma pessoa tenha uma espiritualidade, pode ocorrer episódios que deixam a pessoa assustada, por não ter experiência em lidar com ocorrências como aconteceu com Michael nesse caso.

      Excluir
    2. ゚・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。 ゚ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ Ƹ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ ゚・。.。・゚゚・。.。・゚゚・。 ゚

      Excluir