segunda-feira, 28 de julho de 2014

CONVERSAS PRIVADAS EM NEVERLAND COM MICHAEL JACKSON (19)


Billie Jean

''Enquanto Michael digitava o código para entrar pela porta dos fundos da cozinha, uma noite, eu perguntei se o sistema de segurança já havia flagrado alguém.

"De fato, sim, alguém invadiu a casa uma vez. Realmente não sei como ela fez isso. Eu nunca te contei a história?" disse.

"Não, não acho", eu respondi.

"Bem, havia uma garota que atravessou o rancho até a casa e foi para o terceiro andar."

"Como é que vocês se deram conta que estava lá?" perguntei.

"Alguém viu movimentos no monitor que vigia as crianças na sala de escola lá em cima", disse ele. Então ele perguntou se eu conhecia a história de Billie Jean. Eu disse que não, mas eu conhecia a música muito bem.

"Bem, era ela. Era um fã extremamente entusiasmada a quem eu chamei de Billie Jean, ainda que esse não fosse o seu nome verdadeiro. Esta garota estava sempre em torno da entrada da minha casa quando eu morava em Encino e continuou a me seguir até Neverland quando eu me mudei para cá.''

''Ela fez várias tentativas para entrar na casa, mas depois estas pararam. Antes de entrar na casa principal tinha tentado entrar através da cerca da propriedade", Michael continuou.

"Quando a encontraram na casa disseram que tinha estado ali por várias horas. Somente a acompanhamos para sair da propriedade e a deixamos ir. Já a conhecia bem nesse momento mas nunca pensei nela como uma ameaça e nunca a denunciei à polícia."

Perguntei a Michael se ela tinha lhe dito alguma vez o que ela queria.

"Não é realmente. Acredito que além de querer me ver, queria ver se realmente poderia conseguir isso. Poucos meses depois, quando saí do rancho, ela estava de pé em frente à porta, como de costume, mas desta vez ela tinha um molho de chaves preso entre dois dedos e o balançava para que eu o visse.''

''Eu estava na limusine e o motorista parou e abriu a janela. Eu perguntei: "O que é isso?" Ela não disse nada. Ela se aproximou de mim, entregou-me o molho de chaves e foi embora. Resultou que eram as chaves que abriam todas as portas da casa.''

Eu perguntei se ele tinha alguma ideia de como ela as tinha conseguido e ele disse: "Nunca descobrimos. Essa foi a última vez que a vi."

Fonte e tradução: Rosane - blog Cartas Para Michael 

VOLTAR PARA:


6 comentários:

  1. Às vezes, me parece que fatos como esse estão predestinados a acontecer.. por exemplo, se essa moça não tivesse aparecido... a canção Billie Jean provavelmente também não teria sido criada... e ela é um dos maiores ícones de Michael. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E através da música conhecemos o Moonwalk. rs

      Parece que ela só entrou na vida de Michael para que essa música viesse à luz.



      Excluir
    2. É mesmo... depois apareceu e lhe entregou as chaves... saiu de sua vida de forma tão misteriosa quanto entrou.. ♥

      Excluir
    3. Boa tarde angel! ♥

      Como será que ela se sente sendo a Billie Jean da música? rs

      Misteriosa essa Billie Jean. rs

      Excluir
    4. Já li depoimento de duas ou três de intitulando a original!!

      Excluir
    5. Tem mesmo. Agora, com o livro do Barney, sabemos a verdadeira história.

      Excluir