sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

LIVRO MICHAEL JACKSON IN SEARCH OF NEVERLAND: ENCONTRANDO NEVERLAND (PARTE 2)

Uma das noites que permanecemos no rancho, eu dormi no quarto mais bonito, com vista para o lago, o quarto que pertenceu à filha de Bill Bone. Eu estava emocionada por brevemente viver neste mundo de conto de fadas que logo se tornou de Michael. 

Uma das coisas que nós discutimos foi o fato de que nós haveria uma igreja na cidade se ele queria frequentar a igreja, mas não deveria ser um templo das testemunhas de Jehovah. Eu disse: "De qualquer maneira, você foi convidado a deixar as Testemunhas de Jeovah, não foi?" 

"Sim," ele disse, "porque eu estava dançando muito sexy para eles. Eles afirmam que minha dança é muito sexy, e eles proibiram qualquer movimento sensual. Eles me pediram para sair e não voltar. Mas esta é como eu ganho minha vida, dançando e cantando, e eles queriam me parar de fazer aquilo. Eu decidi que não podia fazer isso. Eu apenas não posso parar de cantar e dançar. E certamente, tudo o que eu estou fazendo, estou fazendo por minha mãe.  Ela é a mais maravilhosa e linda mulher em toda minha vida. 

Era tão inspirador começar cada manhã despertando com os pássaros e com Michael Jackson cantando a música que ele criou. 

Tomar café da manhã diário com Michael e discutindo seus planos sobre como ele viveria ali, eu expressei meu interesse sobre como um homem jovem assumindo uma difícil responsabilidade. Eu contei a Michael que minha própria família tinha sido proprietária de muitos ranchos no México; alguns deles estão ainda abandonados hoje, devido ao fato de nossa família não querer a responsabilidade de cuidar dos ranchos, mesmo pensando que eles herdaram livre e limpo de débitos. Meu avô Don Vicente Anaya Jr era um criador de gado muito próspero e meu bisavô, General Don Vicente Anaya, proprietário de 200.000 hectares de fazendas de gado no Estado de Chihuahua, México. Então, eu tive conhecimento em primeira mão sobre a gestão e operação de grandes ranchos e eu não desejava que Michael se sobrecarregasse com a responsabilidade de tal grande rancho. 

Michael era muito particular sobre a maneira que ele se vestia. Tudo estava sempre adaptado, e as calças que ele usava ajustavam-se perfeitamente. Ele sabia como se vestir  para acentuar sua dança através do uso de meias brancas com sapatos pretos. Para minha surpresa, durante nossa permanência no rancho, ele me ofereceu seus conhecimentos de moda. 

Neste momento, eu estava usando grandes calças flexíveis. Ele disse: "Eu penso que você ficaria dois tamanhos menor se você usasse roupas mais personalizadas - porque você não é gorda."

Eu já tinha mencionado para ele que eu queria ser mais magra; eu perguntei a ele sobre a sua dieta e o que eu deveria fazer. Michael sugeriu: "Bem, primeiro de tudo, adeque suas calças e suas camisas melhor. Você está parecendo duas vezes maior do que você é. Que tamanho você usa? 

Eu respondi, "Eu sou um 12."

"Bem, aquelas camisas soltas e calças largas fazem você parecer para mim como que um tamanho 16," ele disse. "Por que você não os tem sob medida ou compra eles em um tamanho menor?"

Bem, eu faço muitas viagens  como uma corretora de imóveis, e como você sabe, eu ando de carro o dia todo entrando e saindo. Isto é porque eu uso minhas roupas tão soltas."  

Ele também insistiu que eu cuidasse melhor da minha pele. Ele tinha usado um chapéu quando nós andamos ao redor do rancho, assim, eu não me queimaria pelo sol forte. (Ele estava usando um chapéu, é claro.) Michael também sugeriu que eu usasse protetor solar, que eu fiz, e usar mais hidratante.

Michael disse que ele usava hidratante e maquiagem para proteger sua pele. Ele estava sempre maquiado na manhã quando nos encontrávamos para o café e já tinha aplicado seu delineador preto. Ele parecia tão belo com batom vermelho e carmim. Eu realmente gostava do fato de ele usar maquiagem para realçar seu bom aspecto para proteger sua pele. Homens geralmente parecem mais enrugados que eles deveriam ser pela idade porque eles não fazem nada para proteger a pele deles. Michael disse que ele somente gostava de parecer pronto para atuar no palco e entreter pessoas.

Às vezes, quando Michael usava um lenço preto cobrindo metade de seu rosto como um bandido, eu fiz o mesmo com um lenço vermelho para cobrir metade do meu rosto.  Bill Bray frequentemente se opôs ao nosso cômico comportamento, advertindo-nos que este rancho era uma compra muito séria. Ele manteve-se lembrando-nos para pararmos de agir como crianças.

Michael e eu estávamos em uma jornada juntos olhando tudo no rancho. Não realmente interessados ou preocupados sobre como iria manter e operar o rancho, Michael não me queria focada no dinheiro em tudo.  Ele me queria focada na beleza e o que ele estava para fazer com isto. Ele disse que isto deveria ser o grande desafio da vida dele. A melhor parte da sua vida estava indo para ser o tempo gasto em cuidar dos animais, os convidados que ele deveria convidar para o rancho, bem como as crianças que ele deveria adotar. (Ele contou-me que ele não tinha planos para casar ou ter seus próprios filhos.)

Toda a semana que nós passamos tempo no rancho foi tão rápido prá mim. Eu saboreei cada momento e beleza das ideias de Michael.

Eu perguntei a ele: "Michael, porque você gosta tanto de crianças?"

Ele disse: "É difícil que eu consiga estar em volta de crianças, Glória. Sempre que vejo o rosto de bebês, eu vejo Deus brilhando em seus olhos. Eu estou normalmente com adultos ou adolescentes que vêm aos meus shows. Eu venho de uma grande família, mas eu não sei se estarei apto a ter meus próprios filhos. Eu somente quero fazer disto um paraíso para mim mesmo e para crianças. Eu apenas quero compartilhar os prazeres da vida com eles."

Aquela tarde nós estávamos sentados no lado oposto do lago da casa quando Michael ofereceu: "Você gostaria de algo para beber?"

Eu disse: "Sim, talvez eu tenha algo. Eu vejo uma fonte de água lá, perto da casa de hóspedes. Eu apenas vou beber daquela."

Michael disse: "Ok, ou eu poderia deixar você tomar da minha garrafa de água do meu refrigerador." Ele tinha o refrigerador com ele. Ele sempre transportava seu próprio refrigerador ao redor do rancho, especialmente quando ele iria andar por diversas horas.

O vento do verão  soprava forte e cálido desde a Floresta dos Padres. Eu me senti saltando no lago, mas eu não sei nadar muito bem, assim, eu não arrisquei. Quando eu contei a Michael, ele disse: "Bem, não faça se você não sabe nadar. Eu não estou apto para resgatar você."

Nós, então, decidimos ir para um mergulho na piscina, e caminhamos de volta para a casa de recreação que era ao lado da piscina.

Quando nós permanecemos no rancho, nós também visitamos o rancho de Bo e John Derek. Michael chegou a cavalo e cavalgou ao redor do campo com eles. Eles tinham um estábulo com cavalos e estiveram trotando com Michaelnos aredores.  Fiquei surpresa aovê-lo montar um cavalo como um cowboy. Eu nunca imaginei que ele estaria fazendo aquilo.

No quarto dia, dentro desta incrível aventura de nossa exploração do rancho, Michael começou a condidenciar alguns de seus sonhos para mim.

Michael Jackson tinha uma bebê girafa e uma mãe girafa na casa em Encino. Ele disse que deveria trazer as girafas para Neverland, assim, elas deveriam cortar e podar as árvores para ele ao redor da da mansão Tudor. Ele estava ansioso para conseguir que seus animais mudassem do complexo de Encino e longe da busca dos inspetores de controle de animais em Los Ângeles.

Eu contei a ele do meu recente - e lamentável - experiência com um oficial de controle de animais em Encino, que tentou embargar meu pequeno cão e raptá-lo diante de meus olhos. Entrei em uma briga com o oficial, que fui presa - mesmo presa - e, no final tendo que pagar fiança!

Michael riu e riu. Ele disse: "Caramba, eu estou tão orgulhoso que você realmente lutou contra a prisão de seu cão pelo Departamento de Regulação de Animal. Eles têm me custado muita dor e muito dinheiro, e eles não me deixam em paz. Eu sempre tive algumas citações em Encino que seriam postadas direto no meu portão. Eles tocavam e tocavam a campainha, mas não podiam entrar. Eles tinham ordens para minha prisão, mas eles não podiam me encontrar porque eu estavaa em turnê."

Em nosso quinto dia no rancho Neverland, Michael ainda estava rindo sobre eu ter sido levada à prisão. Muitas pessoas tinham me falado que eu não deveria ter contado a ele porque ele podia ter me despedido como sua corretora. Depois de tudo, uma celebridade provavelmente não ia querer uma agente que já havia ido para a prisão por conta de um cachorro, representando ele. Mas Michael pensou que esta era a mais divertida coisa que ele já tinha ouvido, e eu apreciei seu maravilhoso senso de humor.

Ele era leal a mim e colocou seus braços ao meu redor, deu-me um abraço e confidenciou: "Oh, você realmente é a pessoa certa para mim. Você ama animais tanto quanto eu amo."

Naquele quinto dia, Michael Jackson perguntou-me sobre as outras celebridades com as quais eu tive contato quando eu estava trabalhando como uma atriz na Fox, MGM, Columbia, Warner Brothers e Universal Studios.

Nós começamos a discutir sobre atores e celebridades. Michael e eu, ambos estávamos familiarizados com a indústria fonográfica e cinematográfica, então, nós discutimos quais celebridades eram ao mesmo tempo muito talentosas e muito bonitas, como Paula Abdul, Brooke Shields, Debbie Allen e Elizabeth Taylor, e Michael provou até que ele sabia tudo sobre Elizabeth Taylor e o tempo  que eu passei na MGM quando ela era uma estrela lá.

Elizabeth Taylor e eu nos conhecemos quando eu tinha 16 anos, nós acabamos por compartilhar o mesmo agente. Infelizmente Kurt Frings deixou-me, mas manteve Elizabeth quem ele conduziu ao estrelato. Aquilo o surpreendeu ele também - que eu tinha sido agenciada pelo mesmo agente como Elizabeth Taylor, e que eu tinha estado na MGM no mesmo período.

A curiosidade de Michael era interminável, e ele tinha o dom de perguntar a você uma questão em dez palavras ou menos, que deveria ter você contado a ele todo um livro de histórias em resposta. Isto é porque eu digo que ele é um dos homens mais inteligentes que eu já conheci no mundo. Ele, definitivamente, não era o Wacko Jacko; Michael era um gênio.

Durante nossa semana ali, Michael me contou que se apaixonou pelo rancho na sua primeira visita porque ali havia flores em cada quarto. Eu disse a Michael Jackson que a razão de haver flores em cada quarto da casa (incluindo alguns dos banheiros) era que eu tinha pedido para Bill Bone colocar flores em cada quarto da casa.

"Bravo!" Michael respondeu. "Você realmente fez isso?"

"Sim, eu fiz, porque eu sei que você ama flores."

"Oh," Michael disse. "Você é minha corretora de imóveis favorita. Você realmente saiu do seu caminho para me emocionar."

"Sim, eu queria que você estivesse feliz enquanto olhasse a casa." Eu respondi.

De fato, o proprietário da casa tinha comprado mais de duzentos e cinquenta mil dólares em flores, para ambas as casas, principal e de recreação. Sr Bone  foi apto para retornar algumas daquelas flores de dentro da casa para a florista; ele havia feito um acordo, sabendo que ele queria os melhores arranjos de flores para impressionar Michael.

Outro aspecto da casa que encantou Michael era que havia passagens secretas. Havia paredes que se moviam com muitos esconderijos e um quarto de pânico onde ninguém poderia encontrar você. Bill Bone o construiu assim para seus filhos. Esta é outra razão para que fosse a perfeita casa para Michael Jackson porque ele sabia onde se esconder das pessoas. Brincando de esconde-esconde com Michael, você nunca estaria apta a encontrá-lo em qualquer lugar na casa. Michael rapidamente aprendeu todas as passagens secretas e quais botões apertar para fazer as paredes abrirem e fecharem. Ele aprendeu cada segredo, e ele não precisou de muitas lições.

Michael Jackson fez questão de deslizar pelo corrimão do segundo andar diariamente, mesmo sabendo que seu quarto era no primeiro andar à direita da entrada principal. Você tem que subir e descer alguns passos para chegar ao quarto principal. Os dois enormes armários de sua suite principal tinham cerca de 27 metros de comprimento por 15 metros de largura, que é do tamanho de salas de estar de muitos lares. Havia dois banheiros grandes: ele e ela. Mas Michael ocupou ambos os armários e banheiros. Era sua suite real, tão magnífica, que a Princesa Diana teria alegremente dormido lá.

Através da janela, você podia ver pássaros azuis, rosas madressilvas com os beija-flores, pegar o mel das rosas. Era um encantador, isolado paraíso. Indo para uma casa de banho era como entrar em seu próprio conto de fadas. Ambos, ele e ela, tinham uma banheira grande em desnível com uma jacuzzi interior, e uma sala de vapor, sauna e um spa completo embutido. Você não tinha nem mesmo que sair de casa para obter qualquer um destes serviços providenciados para você, mais, havia uma sala de massagem com mesa especial de massagem.

Enquanto nós continuamos dirigindo-nos ao redor do rancho e conversando, Michael estava basicamente planejando a construção de Neverland. Nós tivemos um fabuloso tempo fazendo seus sonhos reais. Michael continuou pedindo-me para tentar subir em árvores com ele. Eu aprendi que sou tão assustada para subir em árvores. Michael subia uma árvore quase como um chimpanzé e iria balançar-se para cima ou para baixo e em seguida baixar tão rápido como ele poderia. Subir e descer uma árvore não é o que eu faço melhor, e eu não tentaria manter-me com ele. Michael era corajoso. Eu estava cheia de medo quando chegou às alturas, subir em uma árvore assustava-me. Não é realmente prático estar subindo em árvores a menos que você esteja com os pés firmes ou seja um coala, e eu não sou nenhum deles.

Como o final de nossa visita se aproximava, estávamos no sexto dia no rancho, olhando mais do que um cem lugares diferentes que eram do interesse de Michael. Como não era possível subir a colina a pé, éramos conduzidos por T. Hayer, que conhecia muito bem o rancho, desde que ele havia mostrado da parte de seu patrão Bill Bone.

No rancho, eu tive a oportunidade de perguntar a Michael Jackson se ele tinha trabalhado como um caixa no supermercado Gelson em Encino, onde nós costumávamos nos encontrar.  Rindo, ele respondeu-me: "Bem, eu pedi por um trabalho como uma brincadeira e eles deram um trabalho por um par de dias qando eu estava fazendo The Wiz. Entretanto, eu apenas queria estar fora de casa e não colocar os pés em casa quando meu pai estivesse ao redor, assim, eu corri para o supermercado e pedi por um trabalho."

Eu perguntei porque eu me lembrei vendo Michael no Supermercado Gelson's no traje do The Wiz. Ele estava de pé, atrás do balcão ao lado de uma caixa ruiva, embalando mantimentos para as pessoas.

"Por que você estava lá?" Eu perguntei.

Michael riu. Eu pensei sobre o trabalho na Gelson's, mas eu tinha um trabalho melhor, indo e fazendo The Wiz, e fazendo discos com Quincy Jones. Se eu tivesse permanecido como um caixa no Gelson's, nós não estaríamos aqui no rancho!"

Michael ficou pensativo, então, calmamente começou a compartilhar alguns momentos de sua carreira comigo.

"Meus maiores anos de sucesso tem sido os mais solitários. Estou rodeado de animadas e maravilhosas pessoas, ao redor de todo o mundo, mas não há uma especial pessoa para mim. Algumas vezes eu sinto extremamente só. Os shows são fantásticos, mas depois eu estou sempre só." Isto é o que Michael contou-me.

Eu tinha visto Michael em shows, e depois de testemunhar aquela magnificente performance, eu pude entender o que ele estava relatando para mim: que viajava com uma sensação de vazio.

Michael sussurrou: "Gloria, eu sinto como se eu estivesse dançando no alto de um fio de luz de um grande circo sem uma rede embaixo. Não há nada lá, não há rede, e eu tenho que dar o meu melhor e permanecer no topo do fio de luz para fazer mais sucesso de um país para outro."

Fiquei admirada que ele estava descobrindo tanta insegurança dentro do seu próprio coração. Compassivamente coloquei meus braços ao redor de Michael e abracei e abracei-o até que ele deu um profundo suspiro.

Enquanto conversávamos, eu percebi que Michael tinha realizado turnê em muitos países, mas tinha duramente podido ver nada deles. Bill Bray, seu guarda-costa, e agora seu diretor executivo fechava-o em um quarto para sua própria proteção e segurança do resto do mundo. Bill Bray também sabia que Michael tinha que dormir, assim ele se assegurava de que Michael estava em seu quarto à noite e permanecia um tempo para fazer planos para a próxima parada da turnê.

Algumas vezes Bill saía e deixava Michael trancado em seu quarto, então ele não poderia sair. (Por seu próprio bem, Michael não saía sozinho a nenhum lugar sem Bill Bray). Michael contou-me que isso o fez se sentir muito só e abandonado. Mas, claro, ele entendeu e apreciou o que Bill Bray fez por ele, desde que este tinha sido o trabalho para cuidar dele desde o tempo em que Michael estava com cinco anos de idade.

Algumas noites solitárias, Michael contou-me, ele somente olhava para fora da janela de um quarto de hotel e conversava com a lua. A lua dava força, energia e inspiração a ele; ele se sentia confortado por este poder mágico. Mesmo se  não houvesse ninguém mais ao redor, ao menos ele podia ter uma conversação com a lua.

Os luxuosos benefícios de ser o Rei do Pop eram esplêndidos, claro. Era maravilhoso viajar ao redor do mundo e visitar magníficas cidades e grandes hotéis, e Michael contou-me sobre receber saudações de Chefes de Estado e muitas celebridades em toda Inglaterra, Europa, Japão e China.

Mas, devido ao ritmo de viagens de Michael ao redor do mundo, ele realmente não conseguia dormir ou descansar muito. Algumas vezes ele preocupava-se sobre sua coreografia e também as performances musicais daqueles que trabalhavam com ele. Cada performance original era centrada ao redor de Michael e, desde que ele era divulgado como o grande entertainer no mundo, nenhum dos músicos, dançarinos ou cantores poderiam perder a chance. Michael tinha que se sentir mais do que livre para dançar com completo abandono e assim, poder conectar com seus fãs.

Michael tinha muitas inspirações. Ele frequentemente se referia para sua mãe, Katherine, como a fonte de sua inspiração para assistir as maiores obras de caridade em muitas das cidades que ele visitou. Michael também elogiava e ajudava os homens e mulheres militares que colocavam suas vidas a serviço de nosso país. Seus amigos especiais omo Berry Gordy, Lionel Richie, Smokey Robinson, Diana Ross, Elizabeth Taylor, Brooke Shields e muitas centenas de outros artistas talentosos que chegaram em sua vida, eram também magníficas inspirações.

Seus milhões de fãs eram uma parte genuína da extensa família de Michael, desde que ele dançou na lua ao redor do mundo fazendo sonhos transformarem-se em realidade. "Moonwalk era a parte da minha alma e espírito," ele contou-me. Isto é porque eu dancei o moonwalk para Berry Gordy em honra ao Aniversário de 25 anos da Motown."

VOLTAR PARA:

7 comentários:

  1. ''Tudo o que estou fazendo, é pela minha mãe, ela é a mais maravilhosa e linda mulher da minha vida.''

    Como pode dona Kathe não derreter?

    ResponderExcluir
  2. Michael conversando com a lua, na janela do hotel, é triste, lindo e romântico, ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir
  3. Essa sogrinha é a mais sortuda das sortudas né?

    A mais feliz mulher do planeta por ser mãe desse anjo...

    Ouvir isso de Michael, que coisa linda!

    _______

    A lua foi uma companheira do nosso anjo, não é?

    Dá para imaginar ele na janela?

    É uma mistura mesmo, de romantismo, beleza, tristeza...

    E foi durante esta turnê que ele compôs Earth Song né?


    ResponderExcluir
  4. Michael sempre teve uma forte ligação com a lua.

    MOONWALK
    MOONWALKER
    SCARED OF THE MOON

    e alguns poemas em ''Dancing the Dream'' também fazem referência à Lua.

    (Lua+ astro regente das emoções e dos cancerianos..rs..legal né?)

    ResponderExcluir
  5. Muito legal!

    Sabe que eu não havia pensado no regente da Lua?

    Ótima lembrança Sherlock, sempre vou me lembrar disso.

    Também tenho um pouquinho de Michael com a Lua. rs

    ResponderExcluir
  6. Com certeza.. a Lua é o astro que rege as emoções.

    Vcs teriam uma ótima sintonia. ♥

    ResponderExcluir
  7. Imagina uma pisciana com Michael então?

    Perfect!


    ResponderExcluir