quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

LIVRO MICHAEL JACKSON IN SEARCH OF NEVERLAND: A CASA DE SEUS SONHOS (PARTE 2)

Alguns dias mais tarde, Michael e eu fizemos arranjos para visitar o rancho, e fizemos a viagem de carro com muitas paradas ao longo do caminho. Eu quase fui a sortuda motorista. Bill Bray deveria estar lá para dirigir, mas quando eu cheguei às 8:30 da manhã ele ainda não tinha chegado e Michael parecia cabisbaixo como se ele tivesse chorado a noite toda.

Minha relação pessoal com Michael Jackson era muito especial e privada. Ele sabia que podia contar comigo para manter confidencial o que nós discutimos. Posso dizer que ele tinha estado chorando e estava tentando manter oculto de mim.

"Oh Michael, o que está errado?", eu perguntei quando o abracei. "Você sabe que tudo o que você e eu conversamos será mantido confidencial."

Michael suspirou e respondeu. "Gloria, por favor, não deixe ninguém saber que eu estou olhando ranchos, especialmente os proprietários ou seus agentes imobiliários, uma vez que as palavras podem sair para a imprensa. Muitos do meu próprio pessoal não podem saber também. Este é um segredo muito especial entre você e eu. Enquanto eu sei que isto se fará mais difícil, eu sei que posso contar com você. Por favor, você pode fazer o melhor que você puder para encontrar rapidamente o rancho, antes de eu sair para o Japão?"

"Sim, Michael, sua felicidade é muito importante para mim," eu disse a ele, "porque eu amo você como um filho! Você verá o rancho dos seus sonhos antes de você ir para o Japão em turnê."

Eu sorri quando ele me olhou profundamente em meus olhoss, penso, como que tentando avaliar meu compromisso. Finalmente Bill Bray chegou ofegante, enxugando sua testa, e nós fomos no nosso caminho.

Quando nós chegamos ao rancho, T. Hayer estava lá para abri-lo para nós. Ele parecia não reconhecer meu cliente e começou a mostrar-nos ao redor. Primeiro, mesmo pensando que nós estávamos ansiosos para ver o interior daquela fabulosa mansão, ele nos conduziu ao redor de toda a área cultivada da propriedade em um veículo de quatro rodas. Quando finalmente chegamos à casa, mal pudemos acreditar nos nossos olhos. A casa tinha seis acres e meio de um lago artificial em frente dela. A entrada da casa era sobre uma ponte que era similar a famosa ponte de Londres. Michael estava tão emocionado! Ele não podia parar de abraçar-me.

A casa tinha 30 quartos incluindo sete dormitórios, cada um com seu próprio banheiro. Antes de nossa visita, eu havia pedido a Bill Bone para colocar lindos arranjos de flores frescas em cada quarto. Cada quarto tinha um diferente tema de flores com ênfase em uma única cor ou um especial tipo de flor exótica. Eram muitas flores e custou muitos milhares de dólares a Bill Bone, mas Michael adorou as flores e o fato de as flores estarem lá para "acolhê-lo", fez toda a diferença do mundo para ele. Ele estava no sétimo céu.

A casa estava decorada com encantadora, elegante arte, importada de todo o mundo. O grande piano Bosendorfer tinha sido importado de Vienna e montado no interior da casa. Michael não podia esperar para experimentá-lo. Ele sentou imediatamente e começou a tocar e cantar "Can't Stop Loving You".

A sala de jogos que conectava com o segundo andar tinha uma área para casa de escolarização de crianças, onde alguém podia entreter e educá-las. Vimos uma grande fantasia preta de bruxa com um chapéu caído sobre um grande pacote no canto.  Michael decidiu colocar o chapéu preto da bruxa e pegar a capa do manequim que acabou por ser um esqueleto humano. Michael gritou com prazer. Ele amava terror e monstros, os favoritos caracteres em seus favoritos filmes de horror  (Os favoritos de Michael eram os antigos filmes de lobisomem onde o homem tornava-se um lobisomem e bigodes crescem fora de seu rosto quando ele se transforma em lobisomem.)

Michael estava tão feliz Agora ele sabia que divertido ele iria ter ali na sala de jogos.

Ele, então, perguntou se a casa era assombrada. Eu disse, "Bem, você a compraria se ela fosse assombrada?"

Ele riu, "Claro, eu compraria. Eu gostaria de saber por quem ela foi assombrada."

Eu disse, "Por ninguém. Bill Bone construiu esta casa para sua família a partir do zero para que não houvesse fantasmas que vêm com a casa. Mas nós iremos providenciar a você com um se você gostaria de um fantasma. Nós plantaremos um fantasma apenas para assombrar você."

Michael riu e riu. Ele tinha um grande senso de humor. Ele, então, imitou o dia das bruxas e jogou em uma folha branca como Casper, o fantasma - Boo! Boo! Nós todos juntamos em uma divertida corrida ao redor da grande sala de jogos brincando de esconde-esconde. 

Nesta primeira visita ao rancho, nós gastamos horas no interior da casa. Estava cheio de surpresas, tudo era tão extraordinário, e acabou nos levando o dia todo para inspecionar apenas a casa principal. Mesmo assim, nós não pudemos ver tudo isso - muito menos as outras cinco residências na propriedade, casas dos empregados, escitórios administrativos, dez garagens (todos com acabamentos interiores, de modo que os espaços podiam ser usados para festas). Sem mencionar a piscina de 54 metros, a quadra de tênis, o campo de golfe privado, o espaço de lazer ao redor da casa com uma adega com uma coleção fabulosa de vinhos - tudo parte do negócio!

Michael era muito detalhista e prático. Ele tinha muitas questões que ele queria resposta e queria saber o fundo de tudo. Ele não era um descontraído cliente em tudo - ele era um participante! Ele tinha uma memória maravilhosa e se eu esquecesse de conseguir as respostas, ele rapidamente me lembrava.

Em minha terceira viagem para o Sycamore Valley Ranch, minha irmã Lita, minha prima Deanna e eu, todos nos dirigimos de Encino. Nós fomos lá para receber Michael que chegou de helicóptero do Van Nuys Aeroporto. Ele trouxe uma comitiva com ele - seu advogado John Branca, seu gerente pessoal Frank Dileo, e o guarda de segurança Bill Bray - para apresentar a eles o rancho de seus sonhos. 

Bill Bone tinha uma pista de decolagem especial e uma pista já construída para pequenos aviões e helicópteros, e ele absolutamente não queria que ninguém aterrizasse em nenhum outro lugar. Minha irmã Lita, Deanna e eu estávamos lá para encontrar o helicóptero e é assim que minha prima se lembra daquele dia.

"Fui, então, perguntado se eu gostaria de ir para o campo e esperar o helicóptero que estava trazendo Michael. Nunca tinha conhecido uma celebridade de tão alto perfil antes, muito menos em uma bandeira em helicóptero. Uma vez que eles saíram do helicóptero, Michael se aproximou para cumprimentar a todos nós.  Ele veio até mim, apertou minha mão e perguntou meu nome em uma voz muito tímida. Eu fiquei impressionado com o quão bom ele era e que ele realmente teve tempo para conversar com cada pessoa e apertar as mãos delas."

O que eu sei e que outras pessoas não sabem é que Michael Jackson era extremamente espiritual e religioso. Foi nesse mesmo dia que Michael compartilhou comigo o mais íntimo lado de sua vida, enquanto nós caminhávamos de mãos dadas ao longo de borbulhantes riachos, pedras e troncos - às vezes saltando ao invés de somente caminhar. Quando nós sentamos para descansar por alguns minutos, Michael inclinou a  cabeça em oração e me perguntou: "Glória, você pode rezar a oração do Senhor comigo, por favor?" Enquanto todo mundo estava correndo ao redor e fazendo diversas perguntas ao administrador do rancho, nós sentamos calmamente e oramos. Nós oramos juntos sobre cada estrutura na propriedade.

O restante de nosso grupo estava explorando a propriedade e queriam saber a metragem de vários prédios e cada detalhe da casa de recreação de dois andares ao lado das quadras de tênis, piscina e uma cachoeira de 33 metros de altura. Eles correram para baixo, na adega de vinho abaixo da casa de recreação para fazer um balanço da rara coleção de vinhos que Bill Bone havia adquirido.

Michael e eu calmamente observávamos o comportamento deles e olhávamos um para o outro enquanto saboreávamos cada momento. O proprietário, Bill Bone, foi um agradável guia turístico para a equipe de Michael através de sua criação, atuando como um amável anfitrião, e oferecendo almoço e bebidas.

Bill Bray estava observando-me de perto. Ele tinha sido contratado pelos Jacksons para segurança de Michael desde que ele era o vocalista do Jackson 5, e tinha cuidado de Michael enquanto crescia. Mesmo ele sendo agora um executivo da MJJ Produções, ele ainda cuidava de Michael, e parecia que não queria ninguém ficasse tão próximo de Michael. Mas, assim, eu percebi que todo o mundo que trabalhava para Michael parecia estar irritado que ele confiava em mim.

Finalmente, nós decidimos que teríamos que passar mais tempo lá para investigar e explorar tudo completamente. Bill Bone gentilmente concordou em nos deixar passar uma semana na propriedade, assim, nós saímos e arranjamos para retornar dentro de poucos dias.

VOLTAR PARA

3 comentários:

  1. As flores exóticas em cada um dos 30 quartos foi um luxo só!!

    ResponderExcluir
  2. Muito especial mesmo né amiga?

    Foi tudo preparado para ser um paraíso, desde o começo.

    Acredito até que a construção do rancho pelo Bill Bone foi o começo disso tudo porque eu não sei se foi impressão minha, mas você não acha que ele poderia ter ficado com aquele rancho, mesmo separado da mulher?

    E aquela história de que tinha uns investidores do Japão interessados no rancho.

    Olha, eu não acreditei nisso, acho que disseram isso para a Gloria Berlin só para fazer pressão nela. Acho que não tinha mais nenhum interessado na compra.

    Eu não sei, mas me pareceu aquela situação que era para ser do Michael e de mais ninguém esse rancho.

    ResponderExcluir
  3. Eu também acredito nessa história de destino. Como Neverland poderia ser em outro lugar?

    Eu adoraria ter nascido na Califórnia!

    ResponderExcluir