terça-feira, 31 de agosto de 2010

DISCURSO DE MICHAEL NO CARNEGIE HALL EM NOVA IORQUE (2001)

Em 06 de fevereiro de 2001, aconteceu em Nova York, mais uma iniciativa da Fundação Heal The World , através de um evento no Carnegie Hall, em que Michael realizou um discurso sobre o seu novo projeto, oriundo de sua preocupação com o futuro das crianças e, automaticamente, do planeta.

Este discurso precedeu o discurso que Michael fez na Universidade de Oxford, Inglaterra. 


TRADUÇÃO

"Gostaria de dar-lhes as boas-vindas à Carnegie Hall, a sala de espetáculos mais famosa do mundo, para escutar um tipo de música totalmente diferente: uma melodia mais elevada. 

É uma caanção mais eterna.

Existem dois tipos de música: um procede das cordas de uma guitarra; o outro, das cordas do coração.

Um som vem da orquestra de câmara; o outro, das batidas do coração.

Um vem de um instrumento de madeira e grafite; o outro, de um órgão de carne e osso.

Esta música mais elevada da qual falo esta noite, é mais agradável que as notas dos compositores mais talentosos, mais emocionante que uma banda de música, mais harmoniosa que mil vozes unidas em um hino, e mais poderosa que todos os instrumentos de percussão do mundo juntos.

Há apenas uma geração,  era este som que se ouvia em cada esquina de cada cidade. Era o som do amor, o que ressoava no salão quando um pai ria com seu filho. ou quando uma mãe fazia cócegas em seu pequeno bebê.

Era o som do amor, o que se fazia eco desde os clássicos da literatura infantil, quando os pais liam para seus filhos, contos de sonho antes de eles irem para a cama.

E era o som do amor, o que ressoava em suas conversas no jantar.

Entre pais e filhos, não simplesmente uma vez ao ano, com um peru e recheio - dia da Ação de Graças que é comemorado nos EUA -  mas todos os dias, pela paz e pela prosperidade.

Infelizmente, esse som tornou-se uma melodia perdida, um coro esquecido, uma melodia vazia, e em seu lugar , tudo o que temos hoje, é um terrível e escuro ruído.

Em lugar de conversas durante o jantar, ouve-se o ruído dos jogos de vídeo.

Em lugar das tarefas de casa, ouve-se o som das notícias da noite.

E, em lugar das conversas normais entre pais e filhos  sobre as drogas e a violência, ouve-se o som, o ensurdecedor som do silêncio.

Quem de nós acreditou que o som das crianças nos parques seria substituído pelo som dos disparos de metralhadoras automáticas em nossas escolas?

Que o som das pequenas crianças pulando corda poderia ficar ofuscado pelos gritos desesperados das crianças desviando de balas?

Contudo, ao invés de dar mais amor a nossas crianças, temos instalado detectores de metais em nossas escolas.

Estamos cegos ante ao fato de que nossas crianças estão furiosas contra a indiferença, clamando contra o abandono, ou furiosos contra a desatenção?

Heal The Kids trata sobre fazer algo, sobre fazer uma diferença e sobre tentar ajudar os adultos e aos pais a para que deem-se conta de que está em nossas mãos mudar o mundo no que vivem nossas crianças.

Como um homem sábio disse uma vez: 'se não somos nós, então, quem? Se não é agora, quando?'

Meus amigos, tendo dois filhos, sei o que significa ter que equilibrar a necessidade do e da fmília e não falemos já inclusive de encontrar uma data para mim,  apesar do rabino Shmuley me dizer que vai encontrar a mulher perfeita para mim. Minha resposta é: 'sempre e quando não seja jornalista'.

Mas, é de aprender a alcançar este equilíbrio tão necessário de que esta noite tão especial trata, dentro de três semanas, na Universidade de Oxford, pronunciarei um discurso com fortes implicações para tratar a relação entre pais e filhos e se trata de um discurso que certamente os surpreenda.

Até então, quero dar graças a todos por vir, mostrando o vosso amor, e quero oferecer um par de agradecimentos especiais. Estou muito contente de que tenhamos 100 professores de Nova Iorque conosco.

Quero agradecer a Steven Shaunfeld, é maravilhoso, um homem maravilhoso. Tudo o que ele faz por Heal The Kids é simplesmente incrível. 

Juntos podemos fazer uma mudança para melhor. 

Juntos podemos mudar o mundo e fazê-lo um lugar  melhor.

Que Deus os abençoe, quero-lhes a todos. Quero agradecer a todos por particiapar esta noite. 

Espero realmente que os pensamentos expressados esta noite nos inspirem para querer a nossas crianças com nossas almas e nossos corações.

Agora gostaria de tomar um momento para expressar meu agradecimento a todos nossos participantes.

Que Deus abençoe a todos. Espero vê-los em Oxford.


 Canergie Hall

  

O DIA DA AÇÃO DE GRAÇAS

Tanto nos Estados Unidos quanto no Canadá, o Dia de Ação de Graças é geralmente um dia em que as pessoas utilizam o tempo livre para ficar com a família, fazendo grandes reuniões e jantares familiares. É também um dia em que muitas pessoas dedicam seu tempo para pensamentos religiosos, serviços na igreja e orações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário